RESULTADOS E PERSPECTIVAS

O INCTSal tem contribuído de forma sólida nos quatro eixos norteadores do Programa dos INCTs. No subprograma Formação de Recursos Humanos, verifica-se que os pesquisadores orientaram 70 alunos de mestrado, 41 de doutorado, 14 pós-doutorado e 90 trabalhos de Graduação. No subprograma Transferência de Conhecimento e Tecnologia, a principal contribuição do INCTSal foi a publicação, no ano de 2010, do livro "Manejo da Salinidade na Agricultura: Estudos Básicos e Aplicados", dirigido aos profissionais e estudantes. As ações do subprograma relacionado com a pesquisa podem ser avaliadas objetivamente pela publicação de cerca de 300 artigos em periódicos com Qualis A1, A2, B1 e B2. Também podemos considerar como bastante positiva a realização do I Simpósio Brasileiro de Salinidade, que ocorreu em Fortaleza, em 2010.

Ao longo do evento foram discutidas possibilidades de intercâmbio entre instituições nacionais e internacionais. Dentre os resultados obtidos, podemos destacar a realização de estudos na Europa e Estados Unidos da América (estágio pós-doutorado, doutorado e graduação sanduíche) através do programa Ciência sem Fronteiras, os quais se encontram em andamento. Outro evento promovido pelo INCTSal, que permitiu articulações com empresas e instituições governamentais, foi a Audiência Pública na Assembléia Legislativa do Estado do Ceará, com o tem a "Proposta de Ações para Minorar os Problemas de Salinidade e Drenagem nos Perímetros Irrigados da Região Nordeste". Em termos de Educação e Divulgação da Ciência, destaca-se a realização de cerca de 40 oficinas de conscientização dos agricultores e de seus filhos, principalmente nos temas referentes à conservação da água e do solo e no manejo da irrigação. Além disso, foram realizadas 15 matérias em jornais locais, 10 reportagens/programas de televisão e seis programas de rádio. O INCTSal também deu importante contribuição para a realização do I Simpósio Brasileiro de Recursos Naturais do Semiárido, em 2013, o qual mesclou a realização de palestras e atividades de campo com agricultores.

Espera-se que o INCTSal possa continuar incentivando a interação pesquisa básica/aplicada, a formação de recursos humanos e a articulação com o setor produtivo, bem como apoiar novas iniciativas de pesquisas que resultem em tecnologias aplicáveis à agricultura, tais como os estudos com halófitas e as estratégias de uso de água salobra na agricultura.