RESULTADOS E PERSPECTIVAS

Um bom indicativo da qualidade dos trabalhos publicados é o fator de impacto dessas revistas: Scientific Reports-Nature, Nano Letters (13,198), Advanced Functional Materials (10,179), Chemical Communications (8,090), ChemSusChem (6,827), Advanced Materials (6,30). O INCTMN publicou118 artigos. A qualidade e quantidade desses artigos podem ser considerados como excelentes. Estamos também empenhados em modificar a estrutura de pesquisa, a fim de criar diferentes tipos de sistemas baseados em dispositivo. Na Divisão de Pesquisa, o número de artigos por linha de pesquisa foi: Síntese Química = 19; Semicondutores e Materiais ferroelétricos = 30; Materiais Ópticos e eletrocrômico = 26; Crescimento de Cristais e Materiais  não cristalinos = 23; e Design, fabricação e caracterização de microdispositivos magnéticos, supercondutor e filmes finos = 20. Em termos de inovações tecnológicas, o Instituto desenvolveu vários projetos em colaboração com a indústria. Esses projetos resultaram em várias patentes e artigos. A interação com as indústrias foi realizada por intermédio de projetos específicos com os diferentes membros do INCTMN. Esses podem ser classificados nos grupos: Apoio Tecnológico: CSN, Petrobras, IIPF-EMS, cerâmica Parque de Pedreira (SP), Unilever, Natura, "spin-offs", novos produtos (projetos do PIPE): Nanox, Kosmoscience, Fortlab, Sencer, Icra e Pesquisa básica: Angelus, Dow Chemical. As atividades de difusão e educação continuada foram desenvolvidos através do projeto PEMCe (www.pemce.ifsc.usp.br) - Projeto de Educação em Materias Cerâmicos. O "Projeto de nanociência e nanotecnologia: tempo para ser nanoart", criando este ano três novos jogos: Ação Ludo, Ludo Radical, Half na Floresta, Sustentabilidade e Contra Dengue.