Infecção por Geminivirus interfere na localização nuclear de rpL10A mediada por NIK1. Verde: rpL10-GFP; vermelho: marcador de célula infectada; fusão: brilho. O rpL10-GFP é dispersado pelo citoplasma como corpos pontuados em células infectadas

O INCT em Interações Planta-Praga foi estruturado para atender à necessidade de se avançar o conhecimento científico sobre as bases moleculares e funcionais das interações entre plantas e pragas relevantes para a agricultura brasileira e de se intensificarem colaborações multidisciplinares e multi-institucionais que contribuam para uma melhor adequação de procedimentos para coleta de dados da maneira mais eficiente possível.

A missão geral do instituto é estimular um ambiente científico de colaborações multidisciplinares que objetivem predominantemente investigar os mecanismos moleculares relacionados com a resposta das plantas a estresses bióticos, dando ênfase às vias de regulação envolvidas em interações planta-praga que levam à doença ou resistência. Isto sem dúvida resultará no desenvolvimento de estratégias moleculares para obtenção de culturas agrícolas qualitativamente superiores, e no treinamento de recursos humanos em áreas emergentes da biologia molecular dentro do contexto de projetos colaborativos e de grande alcance.