RESULTADOS E PERSPECTIVAS

Os objetivos científicos do Inomat foram todos atingidos e em vários casos amplamente superados. No projeto sobre eletrização de isolantes, os mecanismos baseados na adsorção seletiva de íons da água foram comprovados e publicados com grande repercussão na mídia internacional em 2010. Outro trabalho, sobre triboeletrização, foi destacado em uma resenha publicada em "American Scientist", em 2012. Os avanços nessa frente criaram novas possibilidades de pesquisa. Por exemplo, foi possível demonstrar a relação entre triboquímica, triboeletricidade e atrito, em um artigo submetido à publicação. Desenvolvimentos semelhantes ocorreram em várias outras linhas.

A linha de sistemas químicos e materiais nanoestruturados funcionais gerou oportunidades de P&D e os procedimentos inovadores de fabricação de materiais nanoestruturados e nanocompósitos despertaram o interesse de empresas nacionais e multinacionais, gerando novas parcerias. O número de projetos com empresas excede 50, distribuídos entre os vários pesquisadores principais. Os procedimentos usados no Inomat, nos seus três primeiros anos, foram introduzidos no LNNano/CNPEM, que em 2012-2013 iniciou, executou ou elaborou 44 projetos com empresas, independentes dos de pesquisadores principais do Inomat.

A formação de recursos humanos tem um caráter multidisciplinar. Os alunos, pesquisadores e colaboradores provem de diferentes áreas do conhecimento sendo preparados para atuarem em pesquisa inovadora, nos ambientes acadêmico e empresarial.

O Inomat assumiu um papel de liderança na realização do Experimento Global "pH do Planeta", no Brasil, no ano de 2011, que foi extremamente bem sucedido.