PRINCIPAIS LINHAS DE PESQUISA

Foco de atuação: O Instituto é composto por 31 pesquisadores compromissados com a pesquisa em Imunologia, atuando em diferentes áreas. Em paralelo, há um envolvimento com a divulgação científica e com  a pesquisa de tradução. Por fim, o Instituto também mantém plataformas tecnológicas (Bioinformática, Epidemiologia , Imunogenômica, Produção de Imunobiológicos e Proteômica). Linhas de pesquisa  desenvolvidas: Alergia, Autoimunidade, Câncer, Doenças Infecciosas-Leishmaniose, HIV/AIDS, Imunodeficiências, Transplante e Imunorregulação. Relevância acadêmica, humana, científica, social, econômica, etc: Além da formação de mestres e doutores, o Instituto promoveu cursos e debates voltados para a comunidade científica. Com relação à interação com a sociedade, o Instituto promove três projetos:

1. Projeto FOCA: ocorre nas ruas de Ribeirão Preto, em São Paulo, durante o dia internacional da asma, em  parceria com a prefeitura local. Nele, são desenvolvidas diversas atividades lúdicas de esclarecimento à população sobre asma.

2. Projeto Jiquiriçá: desenvolvido em área endêmica de leishmaniose, na Bahia, no  qual a população é esclarecida sobre a doença e sobre medidas preventivas.

3. Projeto Imunologia nas Escolas, desenvolvido na cidade de São Paulo, visa aproximar a ciência de estudantes e professores do ensino médio de escolas públicas, estimulando a curiosidade para a ciência, com ênfase na estrutura lógica do pensamento científico e como esse conhecimento é construído.