RESULTADOS E PERSPECTIVAS

Os principais resultados de nosso INCT foram relativos ao aumento da capacidade instalada e da massa critica atuando na área de fisiologia comparada em território nacional. Partindo de apenas três laboratórios iniciais, temos hoje 12 grupos de pesquisa nessa área. Seis deles são grupos inteiramente decorrentes do financiamento do projeto INCT.

Além disso, temos esses grupos atuando em conjunto para a realização de investigações complexas, que fugiriam do escopo de cada unidade trabalhando individualmente. O estabelecimento de novos laboratórios, somado à cultura de colaboração estabelecida entre nosso grupos e as diversas colaborações internacionais firmadas, têm um resultado perene, que transcende a duração do programa INCT. Esse projeto teve um importante papel para a constituição de massa crítica em uma área estratégica, como a fisiologia comparada.

Cada um dos grupos de nosso INCT tem hoje linhas de pesquisa e modelos experimentais próprios e validados; conjunto de equipamentos adequados; fontes de financiamento além do Programa INCT; além de colaborações nacionais e internacionais. Ao longo do projeto, triplicamos o número de alunos graduandos e mestrandos, quadruplicamos o número de doutorandos atuando em projetos de nossos grupos. Além disso, os diversos cursos, nacionais e internacionais, promovidos por nosso INCT, têm possibilitado o aprimoramento técnico de profissionais dessa área a níveis competitivos internacionalmente.

Devido a tais condições, conseguimos prover avanços significativos no entendimento de diversas áreas como: mecanismos para ajustes cardiorrespiratórios em vertebrados, ontogenia e evolução do sistema nervoso autônomo, no desenvolvimento e validação de modelos para estudos do desvio sanguíneo intracardíaco, além do desenvolvimento de modelos para estudo e monitoramento de diferentes ambientes, o que nos permite entender/prever respostas dos organismos a fatores antrópicos ou naturais de estresse.