RESULTADOS E PERSPECTIVAS

Ao longo dos últimos quatro anos este Instituto vem integrando ciências do comportamento, fonoaudiologia e ciências da informação em busca de uma compreensão abrangente, bem como de soluções, para problemas humanos relacionados ao funcionamento simbólico e seus déficits. Esforços para validar o modelo de funcionament o simbólico que sustenta e direciona o desenvolvimento de tecnolo - gias de ensino resultaram em avanços significativos e culminaram em estudos com o uso de técnicas eletrofisiológicas, integrando o
projeto no campo das neurociências. Estudos com modelos animais do funcionamento simbólico têm documentado habilidades cognitivas complexas em várias espécies, como resultado de cuidadosa engenharia dos ambientes de ensino. Pesquisa básica e translacional tem contribuído para maximizar os efeitos da sensibilidade auditiva obtida por meio de implante coclear e outros dispositivos.

Pesquisas sobre a promoção de função simbólica em bebês e outras populações não verbais têm desenvolvido preparações experimentais para o estabelecimento fidedigno de relevantes habilidades simbólicas nessas populações. Em relação aos repertórios acadêmicos, o desenvolvimento de uma plataforma de software possibilitou a aplicação remota de programas de ensino, envolvendo escolas,professores, pais e outros membros da comunidade, beneficiando um grande número de alunos.

A maioria dos laboratórios do INCT assumiu esse esforço. Outras iniciativas inovadoras na direção das metas do INCT são os centros para atendimento a crianças com espectro do autismo (o CAIS, na USP, e o APRENDE, na UFPA), que integram pesquisa, preparo de recursos humanos e a prestação de serviços às crianças e seus pais. Convergindo com os objetivos do programa científico, o programa de desenvolvimento de mestres e doutores vem superando a meta proposta, de 10 teses e 15 dissertações por ano (em Psicologia, Ciências do Comportamento, Neurociências, Fonoaudiologia e Computação).