PRINCIPAIS LINHAS DE PESQUISA

As linhas de atuação são: desenvolvimento de nanodispositivos semicondutores; estudo de propriedades fundamentais em nanoestruturas para nanodispositivos; crescimento de pontos quânticos auto-organizados; novos fenômenos físicos em pontos quânticos e microcavidades visando dispositivos inéditos. Os dispositivos escolhidos como prioritários são as células solares parageração de energia renovável e fotodetectores de infravermelho para aplicações em detecção de gases tóxicos e imageamento térmico. Os fotodetectores têm uma gama enorme de aplicações e, em função de seu uso militar, são difíceis de serem adquiridos no mercado internacional e não há no país empresa que detenha essa tecnologia. O uso de nanoestruturas nesses dispositivos tem potencial de contribuir para sua melhoria, representando um terreno fértil para patentes e produtos comercializáveis. Portanto, há relevância científica, tecnológica, econômica e estratégica. O sucesso dessa pesquisa depende de dedicação ao crescimento epitaxial que fornece a matéria-prima. A permanência na fronteira da área requer pesquisa em novos fenômenos em nanoestruturas para aplicações futuras.